24/06/2018

OBRAS DE ARTE FEITAS EM PINCEIS POR REBBECA SZETO


 
A artista norte-americana Rebecca Szeto tornou-se popular nas redes sociais – diga-se Facebook, Twitter, Instagram etc – graças a seus pinceis. O detalhe é que ela utiliza pinceis como ferramenta e tela, tela e ferramenta. Digamos que produz verdadeiras obras de arte em pinceis. A ideia é simples: reproduzir personagens de obras famosas nas suas telas peludas. Ao observá-las, você certamente topará com reproduções de Klimt, Kahlo, Velázquez... Vale lembrar que muitos cabos são esculpidos pela própria artista, que costuma dar a eles o formato que tinha em sua imaginação. Conheça esse trabalho original e chamativo clicando aqui.

19/06/2018

AS INTRINCADAS E BELÍSSIMAS ESCULTURAS EM VIDRO DE JANIS MILTENBERGER


 
Janis Miltenberger produz esculturas e objetos decorativos em vidro de borosilicato e reforçado com jatos de areia, tinta a óleo e brilho dourado. Poderia ser uma artista como outros tantos que produzem esculturas em vidro, só que não. Miltenberger cria esculturas intrincadas e de rara beleza. Chamada de “Doutrina de Assinaturas”, uma de suas últimas séries é fortemente inspirada na crença de que a aparência externa de uma planta dá uma ideia do seu valor medicinal. Suas plantas de vidro possuem detalhes que saltam aos olhos. É impossível tornar-se indiferente a eles, e muito menos a um conjunto de obras tão minuciosa e belamente trabalhado. Clique aqui e saiba o porquê.

18/06/2018

AS ILUSTRAÇÕES MALUCAS E SURREAIS DE JOSH DYKGRAAF


 
O ilustrador e designer australiano Josh Dykgraaf vem há muito despertando o interesse do mercado publicitário/agências de comunicação pelo seu excelente trabalho com fontes criativas e ilustrações surreais. Ele se diferencia dos demais ilustradores por usar paisagens e elementos de cenas para compor fontes, fazer anúncios e criar figuras decorativas de ambientes (um termo que criamos para designar quadros). Parecem trabalhos de colagens feitos no papel. Dykgraaf desenha elemento por elemento, pedaço por pedaço, até construir a imagem que tem em mente. E normalmente são imagens surpreendentes - e um tanto malucas, vamos assim considerar. Seu site, por sinal, chama-se Eu Faço Coisas/I Make Things. Conheça o portfólio desses excelente ilustrador clicando aqui.

16/06/2018

FIGURAS SOLITÁRIAS NA ARTE REALISTA E SERENA DE NIGEL COX


 
As pinturas de Nigel Cox são há muito elogiadas pelo especialistas em arte, e, vamos ser francos, até por quem não é tão especialista assim. Os especialistas chamam a atenção para a beleza dos espaços vazios e carga emotiva das imagens. É inegável que transmitem serenidade e vez ou outra, conduzem o espectador à reflexão. Os “nem tão especialistas”, por sua vez, reparam no realismo das imagens. A ilusão de realidade é palpável em cada imagem. Mas de qualquer forma, todos irão concordar que Cox apresenta uma arte original, um estilo próprio inconfundível. Suas figuras solitárias – na maior parte das vezes jovens –  são retratadas como se estivessem sendo observadas na rua pelo autor. Conheça o portfólio desse excelente artista clicando aqui.

15/06/2018

A ARTE COLORIDA, PSICODÉLICA E SURREAL DE TREY ABDELLA



Se você gosta de arte psicodélica, é melhor conhecer o artista norte-americano Trey Abdella. O sujeito produz ilustrações incríveis que em muito remetem ao clima psicodélico dos anos 60. Mais do que isso, remetem à arte de inspiração surrealista. Natural dos Estados Unidos, Abdella é autor de ilustrações cheios de detalhes, muitas com forte referências da cultura pop. Embora algumas obras sejam grotescas, elas agradam em cheio em virtude dessas referências. Elas também são coloridas e interessantes. O que está perdendo? Entre aqui e conheça o portfólio do artista.

11/06/2018

UM ALERTA SOBRE A POLUIÇÃO PROVOCADA PELO PLÁSTICO NAS INSTALAÇÕES DE JOSÉ LUIS TORRES


 
O artista argentino José Luís Torres criou uma série de instalações amalucadas e espalhou pelas ruas do Canadá. Num primeiro momento, os pedestres têm a impressão de que aquilo não tem o menos sentido, só que não. A intenção de Torres com suas esculturas e instalações é mostrar para o grande público a quantidade horrível de resíduos produzidos por humanos. Praticamente toda a matéria-prima utilizada nesses trabalhos é feita de plástico das mais diversas cores. O plástico é, por sinal, apontado atualmente como o maior vilão da poluição ambiental. Acredita-se que já em 2050 haverá mais plástico do que peixes nos oceanos. As instalações dão ao observador bem informado a impressão de que nossas residências, locais de trabalho e cidades estão entupidas de plástico. Trata-se de um trabalho original e nobre, afinal, mais do que nunca, temos que reduzir (ou reciclar) o plástico que consumimos no dia a dia. Entreaqui e conheça o portfólio de José Luis Torres.

08/06/2018

O UNIVERSO STAR WARS COM ROUPAGEM STEAMPUNK NA ARTE DE BJÖRN HURRI



É difícil definir o gênero de ficção científica e fantasia steampunk. Para isso, recorremos à Wikipédia, que o explica como um conjunto de “obras ambientadas no passado, no qual os paradigmas tecnológicos modernos ocorreram mais cedo do que na História real... mas foram obtidos por meio da ciência já disponível naquela época – como, por exemplo, computadores de madeira e aviões movidos a vapor”. Seria uma espécie de mundo futuro imaginado no passado. Ele se popularizou de tal forma que criou toda uma cultura “steampunk”, que envolveu desde a moda até as artes visuais. Podemos, inclusive ver um claro exemplo de arte steampunk no trabalho do artista suceco Björn Hurri. O detalhe é que ele transporta toda essa estética para o universo Star Wars. Personagens, figurantes e robôs adquirem uma nova e atraente roupagem. Alguns se transformam totalmente, como o robô R2D2 da imagem acima. Confira aqui.

06/06/2018

AS INDIGESTAS E CURIOSAS ESCULTURAS COM VÍSCERAS EXPOSTAS DE CAO HUI



Escabrosa. Perturbadora. Estranha. Arrepiante. Foram muitos os adjetivos usados para se referir à arte do artista chinês Cao Hui. Não sem motivos. Cao produz esculturas de objetos, animais e seres humanos com as vísceras expostas. Tamanha é a riqueza de detalhes dessas “entranhas” que, por vezes, chega a provocar asco no público. Interessante é que também provoca curiosidade. E como um sapato ou poltrona com vísceras não despertaria a curiosidade? Por mais indigesta que seja a sua obra, Cao Hui nos leva a querer ver sempre mais. Um detalhe: as esculturas são feitas de resina, fibras e outros objetos. Saiba mais sobre esse asqueroso, mas interessante trabalho clicando aqui.